Mar 03, 2021

Delegado sobre ataque em Criciúma: “O maior roubo já registrado no estado”

1
0
0
s2smodern

O assalto a uma agência do Banco do Brasil, que gerou terror entre os moradores de Criciúma (SC) na madrugada desta terça-feira (1º/12), é o crime de maior proporção da história do estado.

Em coletiva de imprensa, na manhã desta terça-feira, o delegado Anselmo Cruz, um dos responsáveis pela investigação, disse que esse tipo de ação nunca havia ocorrido em Santa Catarina. “É o maior roubo já registrado no estado. Se tornou algo inédito diante do tamanho da ação”, explicou o policial.

O governador do estado, Carlos Moisés (PSL), também participou da coletiva. Ele cancelou toda a agenda prevista para esta terça-feira e se deslocou para Criciúma. Moisés ressaltou o espanto das autoridades com o crime, visto que a região é conhecida pela segurança.

O governador afirmou que, entre 2019 e 2020, o estado diminuiu em 54% os casos de ações contra instituições financeiras. “Hoje, todo o Brasil tem seu olhar voltado para Santa Catarina. Nossos números não combinam com o episódio desta madrugada. Nem na esfera federal ou estadual, nós tínhamos qualquer indício da ação que se deu na noite passada. Provavelmente, essa ação não se dá por criminosos do estado. É um dos locais mais seguros do Brasil”, disse.


Madrugada de tensão e tiroteio na cidade de Criciúma, com assalto a dois bancos no centro da cidade e dissipou o medo na população. Explosivos usados para assalto
Jeferson Luiz Esmeraldino, PM ferido durante assalto em Criciúma (SC)

Carlos Moisés lamentou o estado de saúde do soldado Jeferson Luiz Esmeraldino, baleado durante a ação dos criminosos. Ele está em estado grave e passou pela terceira cirurgia na manhã desta terça-feira.

O governador garantiu que a polícia e o governo do estado se mobilizarão para solucionar o crime. Ele também pediu que a população acione as autoridades se tiver qualquer informação sobre os bandidos.

“A sociedade tem um papel muito importante no sentido de captura de informações, imagens e qualquer informação que nos leve a um indício”, afirmou o governador.

O crime

Uma quadrilha formada por 30 criminosos causou terror aos moradores de Criciúma (SC) na madrugada desta terça-feira. O bando assaltou uma agência do Banco do Brasil no centro da cidade, trocou tiros com policiais, fez reféns e deixou diversas notas de dinheiro espalhadas pelas ruas.

Os bandidos chegaram em 10 carros, por volta da meia-noite. Eles entraram na agência bancária com 30 quilos de explosivos. Moradores da região relatam que os ladrões estavam armados com fuzis e outras armas de grande porte, atirando para cima.

Antes de fugir, a quadrilha deixou diversas cédulas espalhadas por uma rua da cidade. Vídeos mostram o momento em que moradores aproveitaram a situação para pegar o dinheiro. Quatro homens foram detidos pelo furto das notas. Eles foram encontrados com mais de R$ 810 mil em um apartamento.

Os criminosos agiram por cerca de duas horas. Provocaram incêndios, bloquearam ruas e fizeram reféns, que foram usados para interromper o acesso às vias da cidade. No começo da manhã, a polícia encontrou os 10 carros utilizados pelo bando. Os veículos foram localizados em uma chácara no município de Nova Veneza. Os criminosos seguem foragidos.

Metropoles

DELEGADOS.com.br
Portal Nacional dos Delegados & Revista da Defesa Social

 

 

 

 

 

1
0
0
s2smodern

Destaques