Dez 04, 2020

Delegado Vytautas dará curso sobre criptomoedas para Polícia Civil de Mato Grosso

1
0
0
s2smodern


Um delegado da Polícia Civil do Estado de Goiás dará um curso de dois dias sobre às criptomoedas. Entre os principais temas, os conceitos técnicos da tecnologia serão abordados.

Nos últimos anos as criptomoedas se tornaram um tema popular no mundo todo. Com a chegada do Bitcoin em 2009 de fato o dinheiro passou por uma intensa transformação.

Essa mudança radical ainda é nebulosa para autoridades de vários países, que ainda não compreendem nem o básico da tecnologia. Uma das áreas que tem mostrado mais interesse então é a policial.

 

Nos últimos anos várias operações policiais envolveram às chamadas criptomoedas. Pelo mundo todo a tecnologia tem ganho manchetes em casos cada vez mais complexos.

Desse modo, a Academia de Polícia Civil do Mato Grosso promove uma capacitação para seus agentes. Iniciando na próxima terça-feira, com duração de dois dias, os agentes irão aprender mais sobre o assunto.

O delegado que dará o curso sobre criptomoedas é Vytautas Fabiano Silva Zumas. Delegado da Polícia Civil de Goiás, Vytautas atualmente faz parte da Coordenação Geral de Combate ao Crime Organizado da Secretaria de Operações Integradas (Seopi), no Núcleo de Operações com Criptoativos do Ministério da Justiça e Segurança Pública.

Vytautas é atualmente mestrando em Digital Currency pela Universidade de Nicósia. Além disso, criou recentemente uma plataforma chamada plataforma BlockSherlock, com a procuradora da Fazenda Nacional Ana Paula Bez Batti.

Toda essa experiência do delegado será usado no curso “Criptoativos e Investigação Criminal”. O Livecoins procurou a Acadepol e confirmou que “o evento é direcionado a policiais civis de Mato Grosso“.

Conceitos, crimes envolvendo lavagem de dinheiro e técnicas de investigação serão apresentados

A Academia de Polícia Civil do Mato Grosso leva para seus agentes um curso de introdução ao assunto. De acordo com agenda do evento, os policiais irão aprender durante dois dias conceitos importantes sobre a tecnologia.

Assim os crimes de lavagem de dinheiro que podem envolver criptoativos serão conhecidos. Técnicas de investigação que envolvem criptomoedas e a condução de mandados de busca e apreensão também serão ensinados pelo delegado no curso.

Os agentes terão que dedicar duas horas por dia ao curso que será online. Não será necessária inscrição prévia, sendo que eles receberão links de acesso em seus e-mails institucionais.

Vale o destaque que no Brasil hoje as criptomoedas tem chamado atenção da Polícia Civil. Nos últimos dias, por exemplo, a PC de São Paulo, Goiás e Tocantins prendeu um famoso hacker na Operação Attack Mestre. O homem atacava servidores e pedia o pagamento de criptomoedas como resgate, em claro ato de estelionato virtual.

Alguns crimes de pirâmides financeiras também, que são de competência estadual, tem causado problemas. Com o treinamento, a PC-MT finalmente busca se capacitar para evitar/investigar crimes no estado.


DELEGADOS.com.br
Portal Nacional dos Delegados & Revista da Defesa Social

 

1
0
0
s2smodern

Destaques