Fev 19, 2020

Polícia Civil deflagra operação contra o tráfico de drogas no PI, MA e SP

1
0
0
s2smodern

Delegado Alfredo Cadena (DEPRE/PCPI) - Melhores Delegados de Polícia do Brasil, Censo: 2017, 2018 e 2019

A Delegacia Especializada de Prevenção e Repressão a Entorpecentes (Depre), da Polícia Civil do Estado do Piauí, deflagrou, na manhã de terça-feira (14) , a Operação Codinomes, para a prisão de 19 traficantes de drogas no Piauí, Maranhão e São Paulo. Os presos, que pertecem a facções criminosas, estão sendo levados para a Acadepol (Academia de Polícia do Piauí). De acordo com informações iniciais um dos líderes da facção Bonde dos 40 foi preso durante a operação.

O coordenador da Operação Codinomes, delegado da Polícia Civil Cadena Júnior, informou que serão executados 26 mandados de busca e apreensão de drogas e provas e 19 mandados de prisão.

“A operação visa atingir os indivíduos pertencentes a organizações criminosas que estavam atuando no nosso estado, teve uma investigação de mais de três meses, todos esses indivíduos são faccionados. Foram 26 mandados de busca cumpridos. Na Vila Palitolandia nós estávamos com quatro equipes, em todos bairros nós tivemos apreensões, inclusive em Timon”, declarou.
 

Durante o ano de 2019, a Delegacia de Prevenção e Repreensão à Entorpecentes- DEPRE deu início as investigações de tráfico de drogas cometido por integrantes de facções criminosas, com a parceria com a Diretoria de Inteligência – DINT/SSPPI e troca de informações com a DINT-SEJUS e outras Delegacias de Polícia Civil do Piauí e Maranhão, foram verificadas conexões entre investigados por tráfico de drogas nos Estados do Piauí, Maranhão e São Paulo sendo que suas relações convergiram para facções criminosas, sendo as principais o Primeiro Comando da Capital – PCC e o Bonde dos 40 – “B40”.


Durante as investigações verificou-se que os alvos eram envolvidos direta ou indiretamente com o tráfico de drogas e que se utilizavam da facção criminosa para ter apoio, muitas vezes operacional, não só no cometimento deste crime, mas também de vários outros, como homicídio e roubos.

 
A Operação Codinomes recebeu esse nome porque os alvos utilizam-se de outros “nomes” para esconder sua verdadeira identidade, contou com o acompanhamento das investigações pelo GAECO(MP-PI) e apoio operacional da Secretaria de Segurança Pública do Estado do Piauí, Força Tarefa da SSP-PI, Delegacia Geral de Polícia Civil, POLINTER, DHPP, D.O.E/GRECO, DICAP, GPE, Delegacias de Polícia Civil da capital e região Metropolitana, BOPE-PMPI, RONE/ PMPI e DENARC/MA.



Meio Norte

DELEGADOS.com.br
Portal Nacional dos Delegados & Revista da Defesa Social

 

 

 

 

 

1
0
0
s2smodern

Destaques