Abr 10, 2021

Rafael Sampaio é reeleito presidente da Associação Nacional dos Delegados de Polícia Judiciária

1
0
0
s2smodern

Reeleito presidente da Associação Nacional dos Delegados de Polícia Judiciária (ADPJ), Rafael Sampaio tomou posse na terça-feira (9/2), em um restaurante do Lago Sul, em Brasília. Além de representar toda a categoria do Brasil, Sampaio atua em nível local como presidente do Sindicato dos Delegados da Polícia Civil do Distrito Federal (Sindepo-DF).

Com um mandato de dois anos pela frente, ele definiu metas de trabalho – que consistem, por exemplo, no estabelecimento da Lei Orgânica das Polícias Civis e do marco regulatório para criação dos centros de cibersegurança.

Sampaio disse que os crimes praticados em ambiente virtuais têm crescido vertiginosamente e ainda há desafios para equipar e qualificar os profissionais para atender à demanda.

“É urgente pensarmos na cibersegurança, propor modelos nacionais de combate ao cibercrime e estimular parcerias entre as forças policiais e empresas de cibersegurança para o desenvolvimento de novas tecnologias aptas à repressão dessa modalidade criminosa”, pontuou.

Segundo o presidente da ADPJ, pautas polêmicas que estarão no Congresso Nacional serão acompanhadas de perto, como a Reforma Administrativa, a PEC Emergencial e a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD Penal).

Sampaio ressaltou que a entidade ainda estará atenta ao trâmite da Lei Geral das Polícias Civis, cujo projeto está na Câmara dos Deputados desde 2007. “Os impactos são enormes no Projeto de Lei Geral das Polícias Civis, pois delimita a espinha dorsal institucional e confere prerrogativas funcionais importantes, permitindo o estabelecimento de políticas nacionais, hoje inviáveis, especialmente pela falta de alinhamento estrutural das forças de cada Estado”, afirmou.

“Acredito também que está na hora de retomar o debate político sobre o equilíbrio do sistema de persecução penal brasileiro. Claramente houve um desequilíbrio nas relações de forças e paridade de armas com a quebra da exclusividade de investigação das polícias judiciárias. A atuação da parte acusadora nas investigações quebra o sistema de controle externo da investigação e proporciona a parcialidade no processo de investigação, o que não é saudável para o sistema”, assinalou.

Perfil

Além de ser presidente da ADPJ, do Sindepo-DF e assessor institucional da Polícia Civil do DF (PCDF), Sampaio atuou como chefe da 38ª Delegacia de Polícia (Vicente Pires) e trabalhou na Delegacia de Roubos e Furtos de Veículos da 5ª DP (Brasília), 6ª DP (Paranoá), 3ª DP (Cruzeiro), Defraudações e 4ª DP (Guará). O delegado ainda foi assessor jurídico da Secretaria de Segurança do DF.

Confira imagens da cerimônia de posse e da reeleição:

 

Metrópoles


DELEGADOS.com.br
Portal Nacional dos Delegados & Revista da Defesa Social

 

1
0
0
s2smodern

Destaques